Mensagens

A mostrar mensagens de Abril, 2010

Rolos a preto e branco

Imagem
Esta foto foi tirada em 1996, quando as máquinas digitais eram uma miragem e só com um rolo de preto e branco é que se podiam fazer trabalhos destes! Numa visita de estudo do liceu, à Costa de Prata, pertinho de S. Martinho do Porto, a máquina fotográfica do meu pai, uma Pentax, pesada, sem plásticos, com focagem, luz e abertura manual, fez este belo quadro! Ainda me lembro do cheiro deste sítio, estava frio e a brisa do mar era mesmo muito húmida e salgada! O dia estava cinzento, e como ainda não era o tempo do calor, toda a zona de praia era desconfortavelmente silenciosa e sombria.... A foto captou bem esse ambiente. Imaginamos quem vive no mar, exposto à sua natureza bravia, como têm de ser corajosos!! Eu dificilmente o enfrentaria diarimente, gosto de molhar as pernas no mar, até ao joelho! Faz-me espécie tanto peixe, tanto vazio, tanta escuridão no mar alto.... brrr, que frio... Vou pra camioneta!

Mondego (re)vivido!

Imagem
Quem é de Coimbra, e tem mais de 80 anos :), lembra-se bem do Mondego das lavadeiras, dos barqueiros das barcas serranas, da praia fluvial que enchia no Verão, da vida centralizada neste curso de água, vital para a sobrevivência da cidade. Diria mesmo, que sem o rio, nunca se tinham localizado aqui os primeiros residentes, pois não haveria motivo para se instalarem... A modernidade, as águas canalizadas, os saneamentos, trouxeram modificações extremas aos conimbricenses, acabaram com muitas profissões, retiraram as pessoas do rio, literalmente! Há uns anos a esta parte houve um interesse genuíno em tentar integrar o rio novamente na vida das pessoas. Criaram-se zonas verdes e lúdicas nas margens, permitindo mais uma vez o acesso da população à água doce vinda da serra! Nos dias de calor, voltamos todos a desejar lavar lençóis no rio, pô-los a corar e fazer uma festa enquanto a roupa seca na relva fresca!! As crianças, desinibidas e honestas, tiram logo os sapatos e mostram aos mais …

A Primavera de alguns

Imagem
O Castanheiro é uma árvore muito interessante, dá fruto no Outono, descansa na Primavera. Parece que quer contrariar a Natureza, ser diferente e casmurro! Fica ali, cinzento, de ar mal disposto, na paisagem verdejante e fértil dos dias quentes... Como ele, tanta gente, que embora não floresça na mesma época dos outros, é vital no momento em que consola do frio e da escuridão, com as suas castanhas quentinhas, cheias de proteína e energia para o Inverno! Cada um de nós se parece com uma árvore, eu gosto do Castanheiro, grande, altivo, espaçoso e orgulhoso da sua aparente inutilidade!!