quinta-feira, 27 de maio de 2010

Maternidade


Há poucas coisas na vida que nos ficam na memória como uma grande emoção, uma mãe nunca esquece os momentos que vive no nascimento de um filho, lembra-os até com carinho e saudade! Quando os filhos fazem uma graça, dizem uma palavra cara, tiram boas notas na escola, vivemos tudo com uma intensidade redobrada. Vivemos num dilema constante de amor, austeridade, protecção, crueldade, num turbilhão de sentimentos por causa de pessoas tão pequeninas... Somos dominados por esta criatura frágil e dependente, nunca mais somos um EU independente, e não queremos ser. Deixamos de ser "Filipa" para ser mãe de.... Vemos fotografias antigas, muitas vezes sem reconhecer a jovem descontraída e livre que lá está! Serei eu? Não, eu já não me recordo de estar assim, deitada num banco de jardim, fumar um cigarro, fotografar árvores e plantas.... Nunca poderia ali estar sem ter os sensores em alta, a visão periférica que observa todos os filhos ao mesmo tempo, de lancheira cheia e provisionada, pensos rápidos na carteira para o caso de alguém esmurrar os joelhos.... Lá vai o tempo do porta-moedas no bolso e a máquina fotográfica ao pescoço!

quarta-feira, 12 de maio de 2010

A Mente Superior


"A mente que se abre a uma nova ideia jamais voltará ao seu tamanho original" - Albert Einstein
Albert Einstein foi, sem dúvida, um dos seres humanos mais desenvolvidos e brilhantes que por aqui passaram. A nossa história comum, mundial, é feita também da sua vida, das suas descobertas, mas principalmente da sua Mente superior. Superior em diversos aspectos, na sabedoria, na perspicácia, na dedicação, na espiritualidade. A sua relação com o Mundo é envolvente, misteriosa, meticulosa, intensa. Tudo aquilo que acontecia à sua volta o intrigava, desde a Física à Fé, inteligentemente, ele observava e pensava sobre as duas, muitas vezes baralhando o mundo das ciências...
São muitas as frases/pensamento que encontramos da autoria deste cientista, normalmente, têm um teor mais filosófico que matemático, deixando transparecer um lado normalmente considerado oposto à razão, o espiritual. Homem de Fé, que nunca temeu os juízos dos demais, sempre teve personalidade livre e buscou com ela a Verdade.
"A mente que se abre a uma nova ideia, jamais voltará ao seu tamanho original" disse ele um dia, e a verdade é que quando nos permitimos abrir a mente, nunca ficamos os mesmos, aprendemos sempre alguma coisa, mudamos a nossa maneira de ver o mundo, ficamos maior e mais cheios. Quem aprende a Verdade, nunca pode ficar igual, não vê nunca mais com os mesmo olhos, deixa de ser o anterior para se tornar no futuro.