sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

Agricultura, será o Futuro?


É das adversidades que nascem as ideias, sem problemas, não há necessidade de soluções. Se tudo estiver bem, porquê mudar?
Penso que esta tem de ser a atitude. Se estamos com dificuldades, se tudo aumenta, menos os ordenados, se há desemprego, se há desespero, temos de pensar friamente e questionarmos o nosso modo de vida. Até que ponto não gastamos mais do que precisamos? Porque temos tv cabo, internet, telemóveis, Magalhães, jogos de consolas, penteados de cabeleireiro, roupas de marca, acessórios, unhas de gel, goluseimas, bolos e afins, se nada disto é preciso para viver? Porque nos preocupamos tanto com o facto de deixarmos de ter dinheiro para ter tudo aquilo, se não sabemos plantar nada, semear tão pouco, nem fazemos ideia do que significa sachar batatas? Eu sou uma delas. Se perdesse tudo hoje, e apenas tivesse uma horta para poder alimentar os filhos, choraria desesperada a olhar a terra vazia, pois nunca peguei numa enxada e a única coisa que consigo identificar na foto acima são as alfaces!!
Não estaremos a falhar em alguma coisa?? Porque somos nós tão ignorantes em Agricultura? Porque ensinam aos nossos filhos como colocar um preservativo, (e isto é verdade), usando uma banana, e não lhes ensinam como semear, sachar e apanhar batatas?? O processo do cereal até se tornar farinha para pão e bolos; como semear feijões e tomates?; as estações do ano e as diferentes culturas....
Porque não haver uma disciplina obrigatória de agricultura, assim como as ciências e os laboratórios, pois é mais provável que precisemos de plantar couves que dissecar um animal!
Deixo aqui a minha ideia: tornar a Agricultura parte das nossas vidas. Enquanto os alunos andarem a cavar terra e a regar as alfaces não têm tempo pra precisar de ensinamentos sobre sexualidade precoce. E um dia mais tarde terão um modo de sobrevivência e uma sabedoria que realmente serve para alguma coisa.

Sem comentários: