Lágrimas de Mãe


É muito forte e estranho, o que sentimos quando vemos um filho pequeno a vibrar com alguma atividade, dedicado de corpo e alma ao que está a fazer. É por isso que gastamos rios de dinheiro com equipamentos, viagens, bilhetes, só para sustentar os hobbys extra-curriculares das crianças. Ficamos horas sentados a assistir aos treinos, geladinhos até à ponta dos cabelos, sorrindo de volta, todas as vezes que eles nos dizem "adeus", orgulhosos por estarmos ali a vê-los! Sentimos o coração a falhar quando caem, explodimos em êxtase quando vencem!
Este fim de semana retomei um hábito perdido, o de assistir a um espetáculo onde a minha filha de 9 anos participou. Desta feita em patinagem artística, e confesso que já tinha saudades do orgulho pateta que temos quando eles estão em palco/ringue. A dada altura, numa coreografia de grupo, a música elevou-nos para o final, todos os meninos/atletas se prepararam para terminar a dança e a minha filha, tão pequenina lá no meio, apenas mais uma entre centenas, estende o braço ao alto, fecha os olhos, como ensaiado antes, e eu fico feita parva a tentar disfarçar as lágrimas de emoção... Foi bonito, e mais bonito ainda porque algo dentro de mim, e de grande parte das senhoras que quando eram meninas viam os campeonatos de patinagem artística no gelo na RTP2, também dançou com ela.
Não sei como é que a Dona Dolores sobrevive aos jogos do filho há tantos anos... Haja calmantes...


Comentários

Mensagens populares deste blogue

Um ano a ler (e beber chá)

Vende-se apartamento em local péssimo!

Vamos lá deixar de tremer quando o assunto é este!