quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

Negociadores natos!


Se somos nós que os educamos neste sentido, eu já não sei. Tento sem sucesso que os meus filhos abracem as tarefas domésticas como algo necessário e natural. Se naturalmente sujamos e desarrumamos, também naturalmente temos de colocar tudo no sítio! É tão simples... não compreendo a dificuldade de interiorizar isto!
Mas certo dia chego à cozinha, e alguém se tinha lembrado de que não era hóspede/convidado/ou acima de nenhum outro habitante da casa! Estou a analisar o trabalho, para ver se conseguia identificar o generoso ajudante doméstico, quando me deparo com este bilhete. Claro que me deu vontade de rir no momento, mas mais tarde, ao pensar sobre o mesmo não sei se ria se chore... Que desilusão vão ter estes miúdos de hoje em dia quando se aperceberem que, por mais que façam o correto, ninguém lhes dará mais um cêntimo por isso, nem a família notará sequer que alguém deve arrumar a porcaria dos outros. Devem ser elfos domésticos, pensam eles quando precisam de cuecas e meias lavadas e elas estão na gaveta!

Sem comentários: