Reciclagem a quanto obrigas!


Sou uma adepta da reciclagem de roupas de crianças, pois a vida está cara, e parece-me um desperdício não aproveitarmos a roupa nova/quase intacta que os familiares e amigos próximos nos oferecem e devolvermos ao Universo o que já não queremos. Quem tem filhos, sabe bem como se reproduzem nas gavetas e roupeiros peças que deixam de servir em pouco tempo e que já não conseguimos mais guardar. Por isso, de vez em quando, lá enchemos sacos gigantes de roupa que depois canalizamos para conhecidos e instituições que necessitam. O grande drama neste processo todo é a trabalheira que isto dá! É preciso esvaziar gavetas, analisar peça a peça, destinar cada uma da forma mais correta, enfim, fins de semana perdidos nesta atividade de reciclagem.
E se eu já tenho algumas reservas no que toca à temática da reciclagem de lixo, por motivos que dariam muitas linhas para escrever, esta forma de reaproveitamento têxtil é como quem me mata. Só mesmo o facto de poupar vários euros (centenas) me faz aceitar sacos cheios de material. E enquanto me vejo perdida num mar de pequenas roupinhas de bebé recém chegadas, canto mentalmente o mantra: "daqui a um ano já não tens de comprar isto!"

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Um ano a ler (e beber chá)

Vende-se apartamento em local péssimo!

Vamos lá deixar de tremer quando o assunto é este!