segunda-feira, 8 de janeiro de 2018

8ª Tertúlia Literária "Mataram a cotovia"




A obra de Harper Lee é bastante conhecida nos Estados Unidos da América, é um livro que faz parte do currículo escolar dos adolescentes americanos, e deveria ser leitura obrigatória de muitos mais. Uma viagem ao Alabama dos anos 30, à pobreza, ao racismo, às mentes tacanhas e preconceituosas, pelo pensamento de uma menina de 6 anos, branca, filha de um advogado. A leveza do discurso infantil (imaginado por uma adulta), a inocência dos olhos de crianças perante a vida daquela época, as dúvidas éticas e morais face ao comportamento dos adultos brancos que simbolizavam a autoridade para os mais novos. Tudo isto num livro de fácil leitura, que nos leva pelo mundo do racismo, nos faz rir, nos aperta o estômago, até à última página. Não terminamos a obra sem imaginar como seria difícil a vida dos escravos, um inferno de trabalho e sofrimento, carregando filhos, cestas de algodão, enxadas, e injustiças, sempre calados e sem opção. Questionamo-nos como seria que a maioria de nós viveria enquanto homem branco, onde perderíamos a ingenuidade dos 6 anos, quando nos tornaríamos no carrasco e deixaríamos de ver nos negros um ser semelhante? Lutaríamos contra o sistema? Tudo isto é trazido até nós, e mais não digo porque quem não leu deve ter a oportunidade de fazer a si mesmo estas mesmas perguntas. E se possível, ser honesto consigo próprio!


Sem comentários: